sexta-feira, 29 de abril de 2011

FICÇÃO - "RADICAL"


ELA - Oi querido! Estava passando aqui perto e resolvi passar pra fazer uma surpresa!

ELE - É... Foi mesmo uma surpresa.

ELA - O que foi? Não gostou?

ELE - Não... Sim! Só fiquei surpreso... Vem, entra.

ELA - Ahh, bom... Achei que não ia convidar... Que discos são esses que ia colocar?

ELE - Hãã... Discos?

ELA - É... Esses que está tentando esconder aí. Deixa eu ver... Credo!!!

ELE - Não é o que você está pensando!

ELA - ... Maria Cecília e Rodolfo?! Você gosta disso?!

ELE - Não... Estava tentando cometer suicídio, mas fiquei na dúvida se colocava esse aí, um do Fernando e Sorocaba ou uma dessas que toca no que chamam de “baile funk”.

ELA - Nossa!Calma! Vem cá... Esquece esses discos de lado. Me fala... O que aconteceu?

ELE - Aderi a práticas de “sado-maso”.

ELA - Se está fazendo piada é porque desta vez foi sério mesmo, hein? Mas ainda bem que cheguei antes de você cometer essa sandice.

ELE - O pior é tentar o suicídio e não morrer depois.

ELA - Pois é, ta vendo? Ainda podia acabar vegetando com alguma lesão cerebral.

ELE - Ah, mas eu sou prevenido! Se eu visse que algo daria errado tomava esse copo de soda.

ELA - Soda cáustica?!

ELE - Não... Soda limonada. Sou alérgico a limão.

ELA - Você é doido!

ELE - Doido não! Prevenido!

ELA - Agora fiquei com medo de ir embora e te deixar sozinho.

ELE - Foi só uma crise... Já passou!

ELA - Espero que sim... Nunca vi você arriscar sua vida desse jeito. Sempre foi sensato, um exemplo de saúde e equilíbrio.

ELE - É... Tem razão... Foi uma bobagem de momento. Desculpe!

ELA - Imagina! Mas o que acha de fazermos algo leve e relaxante?

ELE - O que sugere?

ELA - Humm... Pode ser asa delta ou bungee jump. O que acha?


FIM

Nenhum comentário: